A comunicação na economia criativa

22/08/2019
74 Visualizações

Por Zeca Honorato*

            O mundo mudou para sempre. Hoje, qualquer pessoa pode compartilhar uma bicicleta, um patinete ou usar um aplicativo para se descolocar pela cidade, só para citar alguns exemplos deste admirável mundo novo. Pois se tudo está em transformação, o que dizer da área mais impactada pelas mudanças? A comunicação interpessoal, e consequentemente o marketing e a publicidade, agora cabem na palma da sua mão, no seu smartphone. E isso obviamente acarretou uma mudança profunda no comportamento do consumidor. É sobre isso que discorro no meu novo curso na plataforma do QComércio.

          A mudança no comportamento do consumidor tem sido tão rápida que estamos reaprendendo a medir o tempo. Enquanto você leu esse artigo ate aqui, aproximadamente  1 milhão de pessoas se conectaram ao Facebook. 4 milhões e meio de vídeos foram assistidos no Youtube e cerca de 1 milhão e 400 mil interações acontecerão por intermédio do aplicativo de relacionamentos Tinder. E se formos falar do comércio eletrônico, o tão falado ecommerce, os números são ainda mais expressivos: em apenas 60 segundos, as vendas online chegam a 997 mil dólares. Neste cenário, você ainda acha que dá para esperar mais um pouco antes de estudar os novos hábitos do consumidor e aplicar as mais eficazes técnicas de comunicação na sua empresa? Nem pensar. Por isso, te convido para um mergulho muito legal e inspirador nas profundezas da economia criativa. Vamos co-criar um cenário de conquistas e conhecimento para você. Te vejo lá.

  *Publicitário, consultor, atualmente está à frente da ZK People Like Brands  

Open chat
Precisa de Ajuda?