Planejamento estratégico não é estratégia

12/09/2019
417 Visualizações

Nestes mais de 10 anos em que tenho tido a oportunidade de viajar por diversos lugares do nosso Estado, podendo conversar com inúmeros empresários e empreendedores dos mais diversos segmentos, percebo que é recorrente uma preocupação similar a todos, que é a dificuldade em se planejar de forma estratégica a empresa ou negócio.

É natural que esta preocupação seja recorrente, uma vez que as condições do ambiente onde estão os negócios não são sempre as mais favoráveis para o empreendedor, muito antes pelo contrário, as adversidades cada vez aumentam mais, não só por conta da concorrência que o mercado impõe, mas também pelo nível de exigência dos consumidores que estão cada vez mais bem informados sobre os produtos e serviços que irão comprar.

Mas conversando com estes mesmos empresários, percebo que já estão com eles as respostas para boa parte das dúvidas que dificultam a elaboração do planejamento da empresa. São eles que conhecem e dominam toda a empresa, conhecem os concorrentes e principalmente o mercado em que eles estão atuando. Isso deixa claro em boa parte das vezes que o que falta é o conhecimento das ferramentas e métodos que podem ajudar a organizar o planejamento de qualquer empresa.

Vale lembrar que planejamento estratégico não é sinônimo de estratégia. O planejamento estratégico deve sempre ser revisado e acompanhado em curtos espaços de tempo, tendo em vista que o ambiente de negócios está cada vez mais disruptivo e acelerado. A visão de longo prazo de um planejamento estratégico, que pode ser de 5 a 10 anos, pode sofrer inúmeras mudanças justamente pela rápida transformação que o mercado vem impondo para os modelos de negócio convencionais.

Autor: LEONARDO NEIRA, ADMINISTRADOR DE EMPRESAS, CONSELHEIROS FISCAL DO SEBRAE-RS E SUPERINTENDENTE DA FCDL-RS

Open chat
Precisa de Ajuda?