Design Thinking: uma nova maneira de pensar o seu negócio

14/11/2019
751 Visualizações

Faz tempo que estamos trazendo aqui para o blog a ideia, amplamente trabalhada no programa QComércio, da mudança estrutural das relações e do mercado, que está tornando o mundo conectado e acessível. A tecnologia desenvolve-se exponencialmente, transformando a sociedade e promovendo um novo cenário, em que o consumidor é o centro da estratégia de negócios. Você deve estar se perguntando: mas não foi sempre assim? Por incrível que pareça, não. Por muito tempo as empresas pensavam seus produtos e serviços orientados pela concorrência e pelo seu Know How.

Portanto, dar um passo além é entender o que o Mercado quer consumir. Compreender quais as dores e necessidades estão expostos e se tornam potenciais negócios. Para auxiliar neste novo mindset, surge o Design Thinking, uma abordagem centrada no ser humano que incorpora elementos culturais, comportamentais e processos da vida humana associando às necessidades e desejos do indivíduos.

Por isso não podemos considerar o design Thinking não é uma ferramenta, pois faz uso de muitas ferramentas e técnicas, e também não é um método pois o modelo mental não é linear, segregado e disciplinar. Muito mais do que isso, pode ser considerado uma atitude, um novo modo de pensar os negócios.

Esse novo mindset, mesmo sendo aberto e livre, é sustentado por quatro pilares fundamentais, que são:

Empatia: entender para atender as necessidades ou desejos dos clientes. Se colocar no lugar dele.

Colaboração: cocriar nas soluções, ou seja, envolver outros que possam ajudá-lo no desafio, como o seu público-alvo, fornecedores e outras pessoas que possam ajudar no processo.

Experimentação: testar e aprender para posterior implementação.

validação: interagir com seus potenciais clientes com o intuito de captar a percepção deles sobre o novo produto e/ou serviço que está criando.

Com esses conceitos em mente, o empreendedor deverá formar uma equipe heterogênea, de profissionais que complementem a sua ideia. O processo de criação com a equipe segue as seguintes etapas:

  1. Empatia: aqui aplicada para a compreensão profunda do desafio;
  2. Definição: Definir claramente o que ser resolvido pelo seu desafio;
  3. Ideação: Pensas em soluções, selecionar as melhores e desenvolve-las;
  4. Prototipação: Projetar protótipos para testar toda ou parte da solução;
  5. Teste: Testar em ciclos curtos para refinar a melhor solução.

Como vimos, o tema rende muito assunto e é essencial para as empresas que querem inovar seu modelo de negócios. Por isso, o programa QComércio aborda-o em um de seus cursos. Se interessou? Então acesse nosso site e descubra tudo que o maior programa de desenvolvimento para o comércio da América latina pode fazer por você!

Open chat
Precisa de Ajuda?